Graças, porém, a Deus que em Cristo sempre nos conduz em triunfo, e por meio de nós difunde em todo lugar o cheiro do seu conhecimento. Colossenses 1:10

Web Radio Gospel Da Covilha - ((( Portugal))) Sua Amiga De Todos As Horas

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Restituindo a Pérola de um Coração Quebrantado

Porque assim diz o Alto, o Sublime, que habita a eternidade, o qual tem o nome de Santo: Habito no alto e santo lugar, mas habito também com o contrito e abatido de espírito, para vivificar o espírito dos abatidos e vivificar o coração dos contritos (Is 57.15).

Introdução

De acordo com esse texto, Deus tem dois endereços. O primeiro num "alto e santo lugar", ou no céu (SI 115.3). O segundo, Ele mora com aquele que possui um coração abatido e contrito (Mt 5.3). Deus reside com os humildes, com os pobres de espírito. Davi aprendeu e declarou esta verdade: Sacrifícios agradáveis a Deus são o espírito quebrantado; coração compungido e contrito não o desprezarás, ó Deus (SI 51.17).

O grande problema é que temos um grave problema no coração: somos orgulhosos. Mesmo após a nossa conversão, sendo habitação de Deus, o nosso cora­ção continua duro. Deus disse a Israel, o seu povo: Vós fizestes pior do que vos­sos pais; eis que cada um de vós anda segundo a dureza do seu coração maligno, para não me dar ouvidos a mim (Jr 16.12). Quebrantamento é a solução para o nosso coração orgulhoso.

1. O que é quebrantamento?

A palavra quebrantamento traduz a palavra bíblica contrição. Essa palavra sugere algo que foi esmagado em minúsculos pedaços, tal como uma rocha que se tornou pó. O salmista Davi diz: Perto está o Senhor dos que têm o coração quebrantado e salva os de espírito oprimido (SI 34.18).

Nancy L. DeMoss afirma que quebrantamento consiste em três coisas:

1. Quebrantamento é o rompimento da nossa vontade pessoal e total rendição à vontade de Deus.
2. Quebrantamento é abrir mão da autoconfiança e da independência de Deus.
3. Quebrantamento é o amolecimento do solo do nosso coração para que a Palavra de Deus penetre e lance raízes.

2. Avalie seu orgulho

J. N. Darby declara: "O orgulho é o pior dos males que podem nos sobrevir. De todos os nossos inimigos, ele é o que perece com mais dificuldade e mais lentamente". Precisamos combater o orgulho do nosso coração, pois Deus resiste ou rejeita os soberbos (Pv 3.34; Tg 4.6; 1 Pe 5.5). O nosso Deus conhece o soberbo de longe. O Senhor é excelso, contudo, atenta para os humildes; os soberbos, ele os conhece de longe (S1138.6).

Façamos nos mesmos um checkup espiritual do nosso coração. Avaliemos o nivel de orgulho presente em nossos corações:

1. O orgulhoso olha para os fracas­sos dos outros e está sempre pronto a mencioná-los.

2. O orgulhoso tem um espírito crítico e está sempre procurando erro nos outros. Enxerga as falhas alheias com um microscópio, mas olha as suas com um telescópio.

3. O orgulhoso tem a tendência de criticar quem se encontra em posição de autoridade (o presidente, o patrão, o marido, os pais e o pastor), e comenta com outras pessoas as falhas percebidas.

4. O orgulhoso se autojustifica; tem um conceito elevado de si mesmo e menospreza os outros.

5. O orgulhoso tem um espírito independente e autossuficiente.

6. O orgulhoso quer provar que sempre está certo e deseja sempre ter a última palavra.

7. O orgulhoso exige sempre os seus direitos e a preservação de sua reputação.

8. O orgulhoso deseja sempre ser servido, quer que a vida gire em torno de si e de suas necessidades.

9. O orgulhoso tem o sentimento de que a igreja é privilegiada por poder con­tar com ele.

10. O orgulhoso busca sempre se autopromover.

11. O orgulhoso deseja intensamente ser reconhecido e apreciado por seus esforços.

12. O orgulhoso fica magoado quando outros são promovidos em vez dele.

13. O orgulhoso fica satisfeito com os elogios e se deixa abater pelas críticas.

14. O orgulhoso se preocupa com a opinião das pessoas a respeito dele.

15. O orgulhoso não aceita ser corrigido ou disciplinado.

16. O orgulhoso tem dificuldade de aceitar os seus erros e pedir perdão.

17. O orgulhoso não conhece a verdadeira condição do seu coração.

18. O orgulhoso considera que não precisa de arrependimento e avivamento espiritual.

Se esta lista o ajudou a reconhecer o quanto você é orgulhoso, não se deses­pere. A bênção de Deus e a verdadeira felicidade espiritual é para aquele que reconhece, confessa e rejeita o orgulho.

3. Pratique o quebrantamento

O quebrantamento é uma obra de Deus, mas exige a nossa participação. Seguem-se alguns passos para o quebrantamento.

3.1. Aproxime-se de Deus

Tiago recomenda: Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós outros (Tg 4.8). E você se aproxima de Deus por meio da oração e da leitura bíblica. Comece a orar e ler a Bíblia. Lembre-se de duas coisas importantes:

3.1.1. Deus não rejeita a oração de alguém que o busca de todo coração (SI 66.18-20; Jr 29.13). Saiba que o Espírito Santo o ajudará a orar convenientemente (Rm 8.26).

3.1.2. A Palavra de Deus é viva e eficaz, é como uma espada que penetra no coração mais duro (Hb 4.12,13). A Bíblia é como o martelo que quebra a rocha dos corações petrificados. Não é a minha palavra fogo, diz o Senhor, e martelo que esmiuça a penha? (Jr 23.29).

3.2. Confesse os seus pecados

Quando nos aproximamos de Deus, pela oração e meditação bíblica, começamos a enxergar o quanto somos pecadores. Esta foi a experiência de Isaías: Então disse eu: ai de mim! Estou perdido! Porque sou homem de lábios impuros, habito no meio de um povo de impuros lábios, e os meu olhos viram o Rei, o Senhor dos Exércitos! (Is 6.5).

É impossível para alguém viver na presença de Deus, sem sentir a necessidade de santificação e purificação de pecados (Tg 4.8-10). Tenha certeza que se você confessar os seus pecados a Deus, Ele o perdoará (1 Jo 1.5-10).

3.3. Tome atitudes de obediência a Deus

John Maxwell diz que atitude é um sentimento interior que se expressa pelo comportamento exterior. É a capacidade de transformar pensamentos em ações. Na linguagem de Tiago, é ser ouvinte e praticante da Palavra. Tomai-vos, pois, praticantes da palavra e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos (Tg 1.22).

Comece a fazer tudo o que Deus de­seja de você. O quebrantamento começa com a rendição da sua vontade (Rm 12.1,2).

Faça uma lista de decisões que você precisa tomar e comece a agir:

- Ajoelhe-se diante de Deus e reconheça a sua dependência dele.
- Reúna a sua família e peça perdão pelas suas ofensas e reconheça os seus erros.
- Desista de brigar e entregue os seus ressentimentos para Deus.
- Comece a dar testemunho de cristão no seu ambiente de trabalho.
- Comprometa-se com a sua igreja e com a obra missionária.
- Passe a falar de Jesus para as pes­soas que estão ao seu redor.
- Siga adiante com outras atitudes.

Conclusão

Humilhai-vos na presença do Senhor, e ele vos exaltará (Tg 4.10).

Lutero disse: "Deus cria a partir do nada; portanto, Ele somente pode fazer algo de nós quando não formos nada". Samuel Chadwick dis­se: "É incrível o que Deus pode fazer com um coração quebrantado, se lhe entregar­mos todos os pedaços". Deus é o autor do verdadeiro quebrantamento, quando nos humilhamos em sua presença.
|  Autor: Josias Moura

sábado, 16 de agosto de 2014

O Mau Causado Pela Mentira


        Temos assistido a um festival de mentiras. Empresários, políticos, funcionários públicos, secretários e assessores são vistos ao vivo e em cores mentindo de forma deslavada. Mesmo quando apanhados com a mão na massa, não confessam seus delitos. Ainda que apresentada a prova escrita ou audiovisual, um cheque, um recibo seja lá o que for, os acusados; ainda que a caminho da guilhotina, continuam negando sua participação. Jesus condenou com veemência os mentirosos:


“Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira” (Jo 8.44).
E o apóstolo Paulo afirmou:


“Por isso deixai a mentira, e falai a verdade cada um com o seu próximo; porque somos membros uns dos outros” (Ef 4.25).

Portanto, o pai espiritual dos mentirosos é Satanás. A mentira é uma oposição a Deus, que é a Verdade.
A Bíblia registra um caso em que dois mentirosos, marido e mulher, que sofreram pena de morte aprovada por Deus. Ananias e Safira faltaram com a verdade:


“Disse então Pedro: Ananias, por que encheu Satanás o teu coração, para que mentisses ao Espírito Santo, e retivesses parte do preço da herdade? E Ananias, ouvindo estas palavras, caiu e expirou. E um grande temor veio sobre todos os que isto ouviram”. Atos 5.1-11
www.MidiaGospel.Com.br Estudo Biblico Jesus DEUS.br / www.estudosgospel.com.br / www.estudosgospel.com.br
.
A mesma coisa aconteceu com sua mulher.
Os que viram tais coisas ficaram cheios de temor, e com certeza todos procuraram andar no caminho da verdade. Deus cortou o mal pela raiz. Ficaram sabendo que Deus não é apenas misericordioso; Ele é justo e soberano.
Não se pretende aqui defender a pena de morte. “Não matarás” é mandamento divino (Rm 13.9). Mas dizemos que os mentirosos já estão espiritualmente mortos em seus pecados, e sofrem as conseqüências. Por causa de suas falcatruas muitos perdem seus cargos; passam por sérios problemas conjugais; sofrem o vexame de serem presos e algemados diante das câmeras de televisão; são execrados pela sociedade; suas conversas telefônicas, até as de caráter íntimo, se tornam do conhecimento público; seus filhos são objeto de escárnio por onde passam. Ofuscados pela ganância e intenso desejo de riquezas muitos nem se dão conta de que estão num mar de lama.
Há casos em que são beneficiados com um salvo-conduto que lhes garante continuar mentindo, sonegando informações, deturpando os fatos sem risco de serem presos. Curioso: a lei garante ao indiciado, réu ou testemunha o direito de mentir. Mas não há problema. O mesmo Deus que fulminou Ananias e Safira reservou para os mentirosos um lugar nada aprazível:

“Mas, quanto aos tímidos, incrédulos, abomináveis, homicidas, fornicários, feiticeiros, e idólatras e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre; o que é a segunda morte” (Ap 21.8).

| Autor: Pr Airton Evangelista da Costa

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Está no deserto? Então pare de murmurar.




Murmurar dicionário Aurélio. 
1) Emitir (som leve, frouxo).
2) Dizer em voz baixa; segredar.
3) Censurar ou repreender disfarçadamente e em voz baixa
4) Dizer mal; maldizer; conceber mau juízo.
5) Falar (contra alguém ou algo); criticar.
6) Conversar, difamando ou desacreditando.
7) Produzir murmúrio ou sussurro; sussurrar.
8) Soltar queixumes; lastimar-se em voz baixa; resmungar, resmonear.

Hoje nós vamos falar sobre murmurar.
Muitas vezes quando as coisas não saem do jeito que queremos e não entendemos o propósito de Deus, começamos a reclamar, é aí que erramos, pois reclamar não vai resolver o problema, não é assim que recebemos a vitória. Lembra do povo que passou quarenta anos no deserto por causa disso? Tem gente que murmura por costume, já esta acostumado e reclamar de tudo, e de todos, nada está bom pra aquela pessoa.
Vamos entender o que acontece quando murmuramos;
*Quando murmuramos, deixamos de dar testemunho, como cristãos.
*Quando começamos a murmurar é sinal de que estamos duvidando de Deus.
*Quando murmuramos damos brecha para o inimigo, e é isso que ele quer.
*Quando murmuramos é porque a nossa fé esta fraca.
*Quando murmuramos saímos da presença de Deus, pois sua palavra nos diz claramente á respeito disso, isso não agrada a Deus.
E o que nos leva a murmurar?
*A ansiedade
*A falte de fé
*Falta de sabedoria
*Falta de esperança (esperar com paciência)
*Falta de conhecimento da Palavra de Deus.
Geralmente quando murmuramos nos esquecemos que o Deus que servimos é capaz de fazer muito mais do que pedimos, ou pensamos. Ele sabe das nossas necessidades e o que é melhor para nós, não adianta reclamar, acredite, não é a solução. Deus tem o melhor e se alguma coisa não deu certo é porque Deus não quis assim, pois tudo o que acontece é permissão de Deus, nada acontece sem a permissão de Deus. 
Você se lembra da história de Jô? Perdeu tudo o que tinha ele poderia ter blasfemado como disse sua mulher, quando gritou; ?amaldiçoa este Deus e morre?. Porém Jô, não fez assim. Ele permaneceu fiel, mais do que isso, foi difícil para ele mais ele adorou ao senhor, ele adorou, é aí que está o segredo. E Deus deixou que o inimigo roubasse seus bens, Deus deixou que o inimigo o ferisse com chagas, e matasse os seus filhos. Mais ele não abriu mão de louvar ao senhor, Jô permaneceu fiel ao senhor.
Paulo e Silas na prisão, o que eles fizeram? Eles louvaram ao senhor apesar de estarem presos, acorrentados, ele não abriram mão do louvor, os outros prisioneiros os escutavam e certamente não entendiam como podiam estar cantando e por volta da meia noite, houve um terremoto tão grande que eles foram libertos, as correntes caíram, e eles saíram, foi assim que Deus os libertou, foi através do louvor.
A lição que podemos tirar disso é que devemos permanecer firmes, haja o que houver devemos louvar ao senhor, nos momentos de lutas e de vitórias, pois nosso Deus é fiel, ele cumpre o que diz e depois Jô recebeu do senhor a prosperidade.
Hoje é dia de louvar ao senhor, pois creio que grandes coisas o senhor fará por nós, mesmo que pareça difícil, mesmo que haja barreiras, lutas, adversidades, O que realmente importa é que Deus esta conosco, ele esta a nossa frente, pronto para nos guiar, pronto para nos proteger, ele é nosso pai, e assim como um pai ama seu filho e quer protege-lo ele também quer, ele também quer nos proteger, nos ajudar, o nosso Deus nos ama, ele provou isso quando deu seu único filho, para que hoje pudéssemos ser livres sem nenhuma condenação. Eu sei que é difícil não reclamar, ainda mais quando tudo parece difícil, quando parece que nada esta acontecendo, muitas vezes aos nossos olhos não vemos nada, mais nos não precisamos ver e sim crer, Deus esta no controle de tudo, deixa ele cuidar da tua vida, deixa ele fazer o melhor para você e comece também a fazer o melhor para ele, isto é, louvando, adorando engrandecendo o seu nome, em vez de murmurar vamos louvar ao nosso Deus. 
Quando tudo parece difícil e sem saída , quando não há o que fazer, é aí que devemos levantar as nossas mãos para o céu e louvar ao senhor.
Entregue a tua vida aos cuidados do senhor, nós sabemos que muitas são as nossas aflições, mais o senhor nosso Deus tem poder para nos livrar, para salvar e libertar. E é difícil também não ficarmos ansiosos, é muito difícil, mais devemos descansar em Deus e confiar, basta confiar, nesse Deus que tudo pode.
Como cristãos muitas vezes somos também perseguidos mais Cristo também foi, ele foi perseguido e humilhado, mesmo assim não reclamou ele também foi fiel até o fim, e a morte não o venceu, pois ele vive e reina e esta pronto para ouvir as nossas orações, nos perdoar, nos salvar. Por isso vamos glorificar ao nosso Deus, não deixe as adversidades acabar com a sua alegria, matar a sua fé, os seus sonhos vamos adora-lo, pois é nas lutas que ficamos mais perto de Deus, é nesses momentos que podemos nos achegar, ter mais comunhão com o nosso pai, conversar com ele, sentir o espírito santo nos consolar, temos total liberdade de falar com Deus. Descansar em Deus, estar no centro de sua vontade. Mesmo se não entendermos o propósito de Deus, mesmo se não compreendermos o porque do silêncio, vamos permanecer fiéis, confiar, esperar, vamos louvar ao nosso Deus e no tempo certo nossa vitória vai chegar. Lembre-se que Deus sabe os desejos do teu coração, comece hoje a conversar com ele, e entregar o teu futuro a ele, pois nosso futuro a Deus pertence, somente a ele. E tenha uma vida de comunhão com ele. Comece a dedicar a sua vida a Deus, e quando você menos esperar você vai ver a glória do senhor.
Mesmo sem entender o propósito de Deus devemos ser fiéis a ele, pois ele sabe o que é melhor para nós, entregue a Deus tua vida, tua casa, tua família, entregue tudo nas mãos de Deus, tente não murmurar mais, mesmo que seja difícil, mais sua vida vai mudar, você vai ver.
E para sua meditação;
Mateus 8v26:
E ele disse-lhes: porque temeis homens de pouca fé? Então, levantando-se, repreendeu os ventos e o mar, e seguiu-se uma grande bonança.
Hebreus 11v1:
Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem.
Salmos 121v1-2
Levantarei meus olhos para os montes, de onde vem o meu socorro?
2 O meu socorro vem do Senhor que fez o céu e a terra.