Graças, porém, a Deus que em Cristo sempre nos conduz em triunfo, e por meio de nós difunde em todo lugar o cheiro do seu conhecimento. Colossenses 1:10

Web Radio Gospel Da Covilha - ((( Portugal))) Sua Amiga De Todos As Horas

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

PERDOAR NÃO É ESQUECER


Quantas vezes alguém nos ofende, humilha, nos faz passar por momentos de raiva descontrolada,  são pessoas próximas, e com palavras ou gestos destroem um sentimento tão precioso, que é o respeito e a amizade...e muito mais...

Nossa vida é construída a base de amor, carinho, respeito e amizade.Infelizmente nos decepcionamos diariamente, não com a vida, mas sim com as pessoas que estão a nossa volta.
O perdão é um ato divino,  as Escrituras nos ensinam a saber entender a posição do ser humano e a relevar atitudes que eles tomam, mesmo que nos magoem.

   Fomos feitos a imagem e semelhança de Deus, mas a espécie humana está longe de agir e pensar como quem nos criou.

“Permaneça alerta: onde um homem caiu é exatamente onde qualquer
outro pode cair. Força desprotegida é dupla fraqueza.” (Oswald
Chambers)

Todo mundo erra. E como eu lido com o erro dos outros?

Talvez alguns dos maiores obstáculos ao desenvolvimento humano sejam
a crítica, o boato, a depreciação. Toda crítica é destrutiva. Quem
ama admoesta. É diferente.

Crimes implicam em que seja feita justiça. Mas, quando a questão é
pessoal, eu digo: ‘perdoei, mas não quero ver nunca mais’. À frente,
pode não haver a mesma amizade, mas não devo guardar rancor: isso
adoece.

Julgar também é erro. Sou implacável com os outros? Ou deixo pra lá?
Depende de quanto perdi, do quanto fui ofendido, de quanto doeu?

Assumo culpa que não é minha? Tento esquecer?

Perdoar não é esquecer. Se fosse, pediria agora amnésia instantânea.

E os meus erros, hein? Se acho que estou de pé, posso ter uma queda
pior do que o outro.

Perdoar é lembrar sem sentir dor.

Você não consegue sozinho? Nem eu. 

Perdão que cura só pode ser conseguido através da graça dAquele que
perdoou o imperdoável: Jesus.

A oração clássica do Pai nosso, ensinada por Cristo nos fala sobre isso.
Segue um estudo a este respeito

  • O Perdão – Mt 6.12-15
      Nesta oração de Jesus, ensinado os discípulos a orarem, ele ensina como deve ser o perdão. “E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores”. Mt 6.12
    Perdão = Remissão de pena Perdoar = Absolver de culpa ou divida Perdoador = Aquele que perdoa facilmente
    O Perdão de Deus é condicional – Mt 6.14
      “Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós;
    Deus é perdoador – Mt 18.23-27
      “Por isso o reino dos céus pode comparar-se a um certo rei que quis fazer contas com os seus servos; E, começando a fazer contas, foi-lhe apresentado um que lhe devia dez mil talentos; E, não tendo ele com que pagar, o seu senhor mandou que ele, e sua mulher e seus filhos fossem vendidos, com tudo quanto tinha, para que a dívida se lhe pagasse. Então aquele servo, prostrando-se, o reverenciava, dizendo: Senhor, sê generoso para comigo, e tudo te pagarei. Então o senhor daquele servo, movido de íntima compaixão, soltou-e perdoou-lhe a dívida”.

    Deus quer sejamos perdoador – Mt 18.28-34
      “Saindo, porém, aquele servo, encontrou um dos seus conservos, que lhe devia cem dinheiros, e, lançando mão dele, sufocava-o, dizendo: Paga-me o que me deves. Então o seu companheiro, prostrando-se a seus pés, rogava-lhe, dizendo: Sê generoso para comigo, e tudo te pagarei. Ele, porém, não quis, antes foi encerrá-lo na prisão, até que pagasse a dívida. Vendo, pois, os seus conservos o que acontecia, contristaram-se muito, e foram declarar ao seu senhor tudo o que se passara. Então o seu senhor, chamando-o à sua presença, disse-lhe: Servo malvado, perdoei-te toda aquela dívida, porque me suplicaste. Não devias tu, igualmente, ter compaixão do teu companheiro, como eu também tive misericórdia de ti? E, indignado, o seu senhor o entregou aos atormentadores, até que pagasse tudo o que devia”.

    Deus é Justiça – Mt 18.35
      “Assim vos fará, também, meu Pai celestial, se do coração não perdoardes, cada um a seu irmão, as suas ofensas”.

    O ofendido é quem deve procurar o ofensor – Mt 5.23
      “Portanto, se trouxeres a tua oferta ao altar, e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti. Deixa ali diante do altar a tua oferta, e vai reconciliar-te primeiro com teu irmão e, depois, vem e apresenta a tua oferta”. Quando o homem pecou foi Deus quem criou o plano e enviou o seu filho para vir atrás do homem caído.

    Precisamos perdoar enquanto há tempo – Mt 5.25-26
    “Concilia-te depressa com o teu adversário, enquanto estás no caminho com ele, para que não aconteça que o adversário te entregue ao juiz, e o juiz te entregue ao oficial, e te encerrem na prisão. Em verdade te digo que de maneira nenhuma sairás dali enquanto não pagares o último ceitil”


 As Escrituras dizem que para obtermos o perdão divino é necessário nós também oferecermos perdão ao nosso próximo, pense nisto....

Nenhum comentário:

Postar um comentário