Graças, porém, a Deus que em Cristo sempre nos conduz em triunfo, e por meio de nós difunde em todo lugar o cheiro do seu conhecimento. Colossenses 1:10

Web Radio Gospel Da Covilha - ((( Portugal))) Sua Amiga De Todos As Horas

sexta-feira, 25 de abril de 2014

Uma Palavra Temperada



"A vossa palavra seja sempre com graça, temperada com sal, para saberdes como deveis responder a cada um." (Cl 4:6)

A Bíblia nos ensina que devemos dosar e medir o que falamos. No muito falar vêm as palavras tolas. A nossa palavra deve ser temperada com sal, ou seja, deve ter uma medida, pois o sal em pequena ou grande quantidade pode estragar o alimento, roubar-lhe o sabor e, conseqüentemente, a apreciação devida.

Dosar as palavras

A Bíblia nos dá uma receita de equilíbrio: O néctar que Jesus comia para discernir entre o bem e o mal, profetizado em Isaías 7:15. Ele sempre tinha em sua boca uma palavra de amor e edificação. Jesus cuidava das pessoas, ministrava amor e cura a todos que vinham a Ele. Como Seus filhos, a promessa é que faríamos coisas maiores do que Ele. Porém, como vamos fazer se não tivermos uma boa medida de palavra?!

Não devemos comer muito mel é o que está escrito em Provérbios 25:27. Quem come muito mel ou qualquer outro tipo de alimento pode passar mal, perder a medida do equilíbrio e sair do discernimento, perdendo, assim, a harmonia.

Nossas palavras devem ser dosadas. Devemos olhar e vigiar em relação à quantidade de mel que estamos ingerindo. Muito mel pode nos causar náuseas. Às vezes estamos falando com as pessoas, liberando palavras e achando que está tudo bem, mas na realidade nossas palavras estão fora do ponto.

O mel pode ser comparado ao açúcar que, se for em excesso, é prejudicial, assim como o sal. Tanto o mel quanto o sal são indicativos de que existe uma dosagem que não pode ser demasiada e nem escassa.


O exemplo de Jesus

A Bíblia diz que Jesus comia a quantidade exata de mel e manteiga para discernir entre o bem e o mal. Tudo o que o Senhor nos dá é por medida. "Manteiga e mel comerá, quando ele souber rejeitar o mal e escolher o bem". (Is 7:15). O mel traz ajuste e discernimento; o discernimento traz entendimento; o entendimento traz visão. Deus quer que os Seus filhos tenham entendimento aberto para não estragarem um processo.

Mateus 5:13 diz que somos o sal da terra e que, como sal, não podemos nos tornar insípidos. Somos sal para dar sabor. Quando o sal perde o sabor, para nada mais serve. Então, tudo o que formos fazer deve ter um sabor equilibrado. Deus quer trazer uma unção de medida e equilíbrio sobre nós. Precisamos falar do Reino, da vida de Deus e vermos o resultado nas pessoas que se encherão na medida e receberão a palavra com alegria. Tudo o que formos fazer deve ter sabor equilibrado.

Devemos aprender a falar menos de nós e mais do Senhor, submetendo-nos ao tratamento que nos é proposto nas células através do discipulador, pois o discipulado possui princípios.

Somos tratados quando abrimos o entendimento, recebemos o discernimento entre o bem e o mal. Precisamos entender que Jesus é o centro do propósito e que convém que diminuamos para que Ele cresça cada vez mais em nós.


Autor: Apóstolo Renê Terra Nova

Nenhum comentário:

Postar um comentário