Graças, porém, a Deus que em Cristo sempre nos conduz em triunfo, e por meio de nós difunde em todo lugar o cheiro do seu conhecimento. Colossenses 1:10

Web Radio Gospel Da Covilha - ((( Portugal))) Sua Amiga De Todos As Horas

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Estudo Biblico Sobre O Caminho da Vitória - Parte 1

2 Reis 18:13-36;19:1-35

INTRODUÇÃO:

 O Reino de Judá havia visto com assombro a invasão do exército Assírio em Samaria, e a ida do reino do Norte (composto por 10 tribos e meia) para o cativeiro assírio.

Oito anos depois deste acontecimento, ainda no reinado de Ezequias, Rei de Judá (Reino do Sul), considerado “o que mais confiou no Senhor, de maneira que em Israel, nem antes e nem depois dele houve semelhante entre todos os reis de Judá” (2 Re 18:5); o exército Assírio se levanta para eliminar o reino do Sul, o reino de Judá. Na invasão, tomou várias cidades fortificadas de Judá e dominou sobre elas; exigiu alta soma em tributos. O futuro de Judá estava prestes a se desmoronar. Como Rei, Ezequias precisava de estratégias que o levariam a percorrer um longo caminho para a vitória naquela guerra. Você poder adotá- las e vencer!

1. NÃO FAÇA CONCESSÕES AO INIMIGO

Ezequias falhou neste quesito. O fato de ele ceder à pressão e pagar tributos ao rei da Assíria (2 Re 18:13-16), fez com que o inimigo se sentisse mais forte e disposto a empreender novos avanços para a tomada completa do Reino do Sul (Judá). O templo era o maior símbolo espiritual para a nação. Representava a presença de Deus junto ao povo. Só que agora a beleza do templo estava destruída e as suas portas vulneráveis! Sempre que você fizer concessões ou aceitar imposições do inimigo, você estará concordando que ele é mais forte que você! Se o inimigo ganhar uma etapa, ele não ficará satisfeito! Ele virá pra cima pra terminar de te destruir!! Não faça concessões ao inimigo, esse é um importante para no caminho da vitória!!

2. NÃO SE CURVE DIANTE DAS AMEAÇAS E ESTRATÉGIAS DO INIMIGO

Se sentindo fortalecido, Senaqueribe enviou Rabsaqué, comandante do exército Assírio, afronta Ezequias (2 Reis 18:19, 23, 24 e 27). Ezequias percebeu que havia falhado na estratégia anterior, agora ele resiste firme. Ele aprendeu a importante lição que se curvar diante das ameaças e afrontas do inimigo é caminhar em direção contrária a vitória!

3. NÃO ACEITE AS OFERTAS DO INIMIGO

Sempre que a pessoa tiver uma necessidade, o inimigo vai apresentar uma aparente solução para o problema. Tendo em vista o cerco a Jerusalém, capital do Reino de Judá, o povo precisava de paz, comida, água, liberdade para sair aos campos plantar e colher. Foi o que Rabsaqué ofereceu (2 Re 18:31 e 32). Só que a oferta não significaria fartura e liberdade. Eles seriam escravo da Assíria. Aceitar a oferta do inimigo é se tornar escravo dele! Não aceite, continue andando rumo a tua vitória em Nome de Jesus!!

4. NÃO SE ILUDA COM AS ESTRATÉGIAS DO INIMIGO

As declarações de 2 Reis 18:31 – 33 e 19:9b – 11 deixam claro que o inimigo muda de estratégias assim que perceber a ineficácia da que estiver usando. Desde a política do medo e da implantação da dúvida, até as ofertas tentadoras que aparentemente ideais. O inimigo tentará te convencer que é mais forte do que seu Deus! Resista ao inimigo e ele fugirá (Tg 4:7; 2 Co 2:11).

5. NÃO ENTRE NO JOGO DO INIMIGO

Uma das estratégias era a da tentativa de desestabilização do exército de Judá. Se esse intento fosse alcançado, o exército se dividiria e se autodestruiria, mas, o exército de Judá permaneceu seguindo as orientações da liderança e não entrou no jogo do inimigo (2 Re 18.36).
 
 
6. QUEBRANTE O SEU CORAÇÃO DIANTE DO SENHOR Deus não resiste a um coração quebrantado (Sl 34:18; 51:17). Essa estratégia foi adotada por Ezequias e provocou a intervenção divina em favor de Judá (2 Re 19:14 – 6 e 19). Se lance me oração, corra para o santuário! O reconhecimento das limitações humanas é o limite para Deus começar agir e conduzir seus servos no caminho da vitória (2 Re 19.3; Ef 6.12).

7. CREIA NO POSICIONAMENTO DIVINO

Logo que o Rei Ezequias tomou conhecimento do posicionamento de Deus (2 Re 19:20B e 28 – 34) e acreditou, ele pode experimentar o agir de Deus (2 Re 19:35 – 37). Acreditar é um ato de fé, é abrir mão das preocupações e visualizar a conquista mesmo antes dela acontecer (Hb 11:1)

CONCLUSÃO. Teu inimigo só agirá dentro do plano permissivo de Deus! Se você deixar Deus pode continuar no controle da situação! Sua conquista depende do tamanho da sua submissão a Deus e dependência d’Ele (2 Cr 7:13, 14)!
 Autor: Pr. J. C. Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário