Graças, porém, a Deus que em Cristo sempre nos conduz em triunfo, e por meio de nós difunde em todo lugar o cheiro do seu conhecimento. Colossenses 1:10

Web Radio Gospel Da Covilha - ((( Portugal))) Sua Amiga De Todos As Horas

segunda-feira, 28 de março de 2011

O FRUTO DO ESPÍRITO SANTO

 O Amor

“As obras da carne são conhecidas; prostituição, impureza e sensualidade exagerada, MAS o fruto do espírito é amor...” (Gálatas 5.19-22).


A vida cristã não consiste em resoluções morais e esforços humanos. O crente vai sendo transformado segundo a natureza divina. Essa transformação está muito além da capacidade do ser humano, pois o alvo é por demais elevado e o caminho por demais inclinado para o alto para que possamos segui-lo, como uma decisão humana.
Todo o desenvolvimento do crente em busca de sua santificação requer a realidade da busca do Espírito Santo de DEUS, pois é Ele a fonte de tudo. Não se trata de usar os meios de meditação, solitude, jejuns prolongados. Tudo isso pode modificar temporariamente o ser humano pela força mental. Mas essa mudança não vai perdurar.
Assim, comecemos pelo AMOR, como o primeiro aspecto do Fruto do Espírito.
O Amor é o terreno onde são cultivadas todas as demais virtudes. O Amor é o solo onde todos os Dons Espirituais são plantados e se desenvolvem. O AMOR É A FONTE DE TODA A ESPIRITUALIDADE. O Amor é a prova de espiritualidade.
O Amor é a principal característica da família de DEUS e governa todas as ações dentro dessa família. Passa do Pai para o Filho, do Filho para os filhos, dos filhos para os outros filhos, dos filhos para o Filho e do Filho para o Pai.
O Amor consiste em querer para o outro aquilo que queremos para nós mesmos. É a dedicação ao próximo. É o dispêndio de tempo e energias em favor do outro, da mesma forma que nós, voluntária e necessariamente, despendemos tempo e energia conosco mesmos. O Amor renova e dá nova força à Fé.
Falemos do Amor de DEUS para os seres humanos, que é a fonte de todo o bem-estar humano. É isso que encontramos no Evangelho de João capítulo 3 verso 16: “Porque DEUS amou o mundo de tal maneira que DEU o seu Filho Unigênito...”. Esse AMOR, de DEUS para com os seres humanos, é a base do Amor do ser humano para outros seres humanos. É, também, o elevado exemplo e o padrão mediante o qual o amor humano deve ser exercido.
Existe, também, o Amor dos seres humanos para com DEUS. É o primeiro e o maior de todos os mandamentos, conforme nos ensinou o Senhor Jesus, registro que temos em Mateus 22.34-35: “Jesus disse: Amarás o Senhor teu DEUS de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu pensamento. Este é o primeiro e grande mandamento”.
E também o Amor do ser humano para seus semelhantes. Esse é essencialmente o Fruto do Espírito de que estamos tratando neste artigo. Como nos diz o autor da carta do Apóstolo João, conhecido como o apóstolo do Amor: “Se alguém diz: Eu amo a DEUS e odeia a seu irmão é mentiroso. Quem não ama a seu irmão, ao qual viu como pode amar a DEUS a quem não viu? Aquele que não ama não conhece a DEUS, porque DEUS é amor” (1ª João 4.8 e 20).

Concluindo: “Nós sabemos que passamos da morte para a vida, porque amamos os irmãos. Quem não ama seu irmão permanece na morte” (1ª João 3.14).

Nenhum comentário:

Postar um comentário